GUIA DE LEITURA

Se você me perguntasse quais textos ler, eu diria para CLICAR AQUI e achar uns 20 e poucos que eu classifiquei como os melhores. Mas vão alguns de que eu particularmente gosto (e que fizeram algum sucesso):

Caritas et scientia
(as saudades da minha escola)
A-Ventura de Novembro
(o retrato de um coração partido)
Vigília
(os sonhos nos enganam...)
Sairei para a boate e encontrarei o amor da minha vida
(ou "elucubrações esperançosas")
(a afeição por desconhecidos)
A tentação de Mãe Valéria
(trago a pessoa amada em três dias)
A nostalgia do que não tive
(a nostalgia do que não tive)

domingo, 27 de setembro de 2009

E SE HOJE ACONTECESSE UMA TRAGÉDIA?

E se hoje acontecesse uma tragédia? O que seria do meu amanhã auspicioso? E dos meus livros ainda não lidos? E das minhas roupas ainda não usadas?

Se hoje acontecesse uma tragédia, o que seria do meus sonhos vividos e dos meus pesadelos evitados? E do futuro promissor? E das promessas não pagas? Quem cumpriria minhas metas? Quem me substituiria na ciranda da vida? Quem beberia no meu copo, quem herdaria minhas roupas, quem vagaria com as minhas ilusões?

Quem exorcizaria meus medos legados? Quem contaria meus dramas e minhas angústias adiante? Quem colocaria na sua própria estante, como se seus fossem, os souvenires de meus amores pretéritos? E se lá não os colocasse, quem ousaria descartá-los?

E se hoje acontecesse uma tragédia? Quem me vestiria o terno de cerimônia que eu levaria para a eternidade? Quem recitaria o poema de partida? Quem acolheria em seu aconchego meus amados e minhas amadas e lhes secaria o choro?

Se hoje acontecesse uma tragédia, quem iria dormir desejoso de acordar no dia seguinte e ver que nada havia ocorrido? E quem não iria sequer dormir?

O que seria de mim?

7 comentários:

João Manoel Nonato disse...

Quem pagaria o enterro e as flores, se hoje acontecesse uma tragédia?

Julia Leal disse...

Cara, não venho aqui há muito tempo.

"O que seria de mim?"
Não seria.


;*

Felipe Drummond disse...

a pergunta "o que seria de mim?", penso, está respondida no texto SAUDADES

=P

As Flores e Eu disse...

Acho que todas essas perguntas são frutos de um domingo a noite.
Mas ainda sim, são perguntas que talvez nunca teremos a resposta.
¥

Um dia, alguém. disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Jester disse...

Felipe, algumas pessoas preferem não abrir certas portas. Determinadas perguntas parecem ser por demais assustadoras. Acho interessante, por outro lado, meditar sobre as angústias que nos cercam. Não de forma obcessiva. Mas sim, com a intenção de crescer e valorizar mais o tempo que nos foi gentilmente concedido.
Abraço!

Luis Eduardo disse...

Excelente texto!