GUIA DE LEITURA

Se você me perguntasse quais textos ler, eu diria para CLICAR AQUI e achar uns 20 e poucos que eu classifiquei como os melhores. Mas vão alguns de que eu particularmente gosto (e que fizeram algum sucesso):

Caritas et scientia
(as saudades da minha escola)
A-Ventura de Novembro
(o retrato de um coração partido)
Vigília
(os sonhos nos enganam...)
Sairei para a boate e encontrarei o amor da minha vida
(ou "elucubrações esperançosas")
(a afeição por desconhecidos)
A tentação de Mãe Valéria
(trago a pessoa amada em três dias)
A nostalgia do que não tive
(a nostalgia do que não tive)

domingo, 31 de maio de 2009

POEMA PARA O AMIGO PARTIDO

(para o querido amigo Edson Boia do Nascimento)
Que ora encontres teu descanso merecido,
e mergulhes na derradeira paz de espírito.
Sê vivo em nossos dias, jamais esquecido,
e por nossas mentes, aparece à noite, onírico.

Partiste, amigo, e repartiste nossos corações,
esfacelados em luto por ti, que só foste luta,
destruídos em sentimento ao revolver tantas emoções,
e desconfortados em nossos âmagos com angústia bruta.

Afundados estamos, porque perdemos nosso porto seguro.
Não mais temos a ti para nos ancorarmos na tormenta diária.
E, agora sós, vagamos, navegamos e navagamos pelas tempestades.

Zarpaste dessa vida, mas não naufragaste: ainda és futuro!
Sabe que bóias, Boia, acenando sobre uma jangada solitária,
que se afasta, paulatina e serena, em nosso mar de saudades.

9 comentários:

Paula Flores disse...

=')

Tati Martins disse...

Felipe, ele agora está descansando e olhando por nós.
Seu poema foi lido pela Fernanda no enterro, com cópias distribuídas para todos os presentes. Ele, que era um poeta andante, não poderia ter recebido melhor homenagem.
Há uma cópia bem grande no quadro da sala dos professores.
Um beijinho,
Tati

João Carlos disse...

PArabéns Felipe,
seus textos são incríveis. Se um dia você for escritor, eu te apoiarei.

PS.: O Marcelo Duhá da Cultura Inglesa me apresentou a você, lembra de mim?

Felipe Drummond disse...

Muito obrigado pelos elogios, eu os dedico ao Boia. Espero que ele tenha/tivesse gostado.

João Carlos, não me lembro de você... é do CSA? de que série?

de Souza disse...

Que texto bonito Felipe, especialmente a parte final (que realmente mexeu comigo)...

de Souza disse...

À propósito, fiz um pequeno texto para o nosso queridíssimo e eterno coordenador e amigo...

Veja lá depois...

Abraço, Riess

Anônimo disse...

Seu texto realmente é muito lindo e comovente . Parabéns pela sensibilidade e talento!


Eu gostaria de ver o texto do de Souza. É possível? Sou prima do Edson Boiae do Prof Menezes. Obrigada

Estela Menezes ( estelamenezes@gmail.com )

Ju disse...

felipe,
fiquei triste pq não pude ir na missa do boia. Achei teu texto e fiquei feliz.

Jester disse...

Comovente!